O LAÇO E O ABRAÇO

Por Tales Costa

MÁRIO QUINTANA

Meu Deus! Como é engraçado!

Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço… uma fita dando voltas. Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço. É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço. É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço.

E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando… devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.

Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.

E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.

Ah! Então, é assim o amor, a amizade.

Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita. Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço. Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.

E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços. E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço. Então o amor e a amizade são isso…

Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.

Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!

Comments

There are 8 comments for this article
  1. Ednar Andrade
    Ednar Andrade 24 de Setembro de 2010 15:14

    Tales, bela escolha de postagem. Sábio Quintana que diz de forma tão verdadeira a tradução dos afetos verdadeiro, pois quando aprisiona não é amor; quando prende não é amizade. O laço precisa ter movimento de abraços para deixar livre o ir e vir, o ficar e partir. – Eu acredito no amor das amizades e concluo dizendo que quem ama liberta, pois a vida é movimento. Belo texto, parabéns Tales pela postagem. Abraço.

  2. Ednar Andrade
    Ednar Andrade 24 de Setembro de 2010 15:19

    Sábio Quintana que diz de forma tão verdadeira a tradução dos afetos verdadeiros… Rs…

  3. Jarbas Martins 24 de Setembro de 2010 21:17

    Este poema é mesmo de Mário Quintana, Tales Costa ? Em caso afirmativo, em que livro, revista ou jornal foi publicado ?

  4. Jarbas Martins 24 de Setembro de 2010 21:28

    Mário Quintana jamais escreveria poemas como este, amigo Tácito.

  5. Jarbas Martins 24 de Setembro de 2010 21:33

    O Laço e o Abraço é um desserviço à Arte Poética.

  6. Tácito Costa
    Tácito Costa 24 de Setembro de 2010 21:57

    Jarbas, pesquisei no Google e aparece em vários blogs e sites como sendo de Quintana. Só que em um determinado blog um leitor esclarece que não é do poeta. E em outro, uma psicóloga diz que o texto é dela. Leia abaixo:

    “Esse é mais um dos textos que circulam na internet como sendo de autoria do poeta Mário Quintana, porém a informação não procede.
    Texto postado é “O laço e o abraço” e a autora é Maria Beatriz Marinho dos Anjos .
    Abr,”

    **********
    “Prezada Juliana,
    O texto O laço e o Abraço é de minha autoria e tenho como comprovar isso. Tenho 57 anos , sou psicóloga em Belo Horizonte e agradeceria se você citasse a autoria em seu blog. Estou à disposição para qualquer esclarecimento.
    Atenciosamente,
    Maria Beatriz Marinho dos Anjos”

  7. Ednar Andrade
    Ednar Andrade 24 de Setembro de 2010 22:11

    Tácito e Jarbas, eu também conhecia como sendo do Quintana, mas já, agora, pesquisei no Pensador e no Wikiquote e descobri que é da autoria de Maria Beatriz Marinho dos Anjos, inclusive, o Wikiquote contém uma lista de falsas atribuições a Quintana, seria bom dar uma olhada. De toda maneira, o texto diz ou compara a liberdade quando se refere ao laço. E eu verdadeiramente reafirmo: – O verdadeiro sentimento é como o laço; não sufoca.

    Um laço precisa ter movimento, deixar ir e vir, ficar ou partir; livres assim como a brisa. Quintana à parte, o laço tem seus benefícios… Rs… Não é nó… Rs…

    Beijos amigos, uma boa noite!

  8. Almaiza 2 de Novembro de 2010 9:07

    Tácito Costa,

    Parabéns por seu blog!
    Afinal, o texto: O laço e o abraço não é de Mario Quintana?
    Gostaria que você respondesse como andam suas pesquisas a esse respeito.
    Ficarei grata pela resposta, se possível por e-mail.
    Almaiza

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP