O meu adeus a Geraldo Belo Moreno

Por Belchior de Vasconcelos Leite

A nossa amizade era como um bem de raiz. Nossos pais eram amigos, trabalharam juntos no na Docas do Porto de Natal, ambos católicos e compadres.

Na década de sessenta quando cheguei ao Sport Club de Natal, ainda adolescente nossa amizade se aprofundou, Geraldo era mais que um treinador, conselheiro, encaminhando várias gerações á ações positivas e de cidadania. A clientela que atendia era meninos das Rocas, Santos Réis e do Canto do Mangue. Via o seu esforço para atender muitas vezes necessidades básicas de algumas famílias desses jovens, contanto que não faltassem aos treinamentos. Era uma ajuda para compra de material escolar, fardamento,remédios, etc.

Era um apaixonado pelos desportes; treinador de atletismo, remo e natação, suas equipes sempre se destacaram na Corrida da Fogueira, patrocinada pela Associação dos Cronista Desportista de Natal, salvo engano, dirigida por Everaldo Lopes, na Travessia do Potengi patrocianada pela ABTN, ( associação Brasileira de Técnicos de Natação), secção do RN, sob o comando de José Gurgel Guará.Além de campeão, por várias décadas, imbatível no out-rigger a dois, com José Gilson Campos e Cícero Graciano, com timoneiro.

Dentre as características de Gelado, a que mais admirava era o seu quixotismo: a teimosia,no sentido de ser obstinado, e a generosidade.Mesmo sendo em toda sua vida um atleta, ter conservado o corpo, no final da vida estava alquebrado, o que me faz lembrar a triste figura quixotesca. Nas madrugadas era o primeiro a chegar à sede do Sport para os treinamentos, mesmo com seus setenta e sete anos, impunha respeito e simpatia aos jovens, tinha liderança, por isso, formava equipe de campeões. Ultimamente, Na Copa Norte de Remo, os atletas do RN, se destacaram,vencendo vários páreos, sem patrocínios, contando apenas com o seu esforços e outros apoiadores,como Lécio Sales,e justiça seja feita, ao Supermercado Nordestão, na pessoa de Feliz Etelvino que foi remador do club.

Em novembro do ano passado, numa sessão solene para celebrar os noventa e cinco anos de fundação do Sport Club de Natal foi prestada uma homenagem a Geraldo pelo Moreno, por sua dedicação ao clube e presença quase cotidiana a frente do destino do remo, em Natal.Também foi evocada a memória dos fundadores e dos grandes guardiões que honram o esporte náutico:Ricardo da Cruz, Luiz Enéias, Clodoaldo Bakker,Walter Gomes, Antônio Duarte que fizeram o raid Natal- Rio de Janeiro, numa iole a quatro remos. Coisa do destino? Quem sabe? Quem programou essa homenagem a Geraldo.

Quero registra a minha gratidão tanto á meu amigo Geraldo, como ao Sport pelos ensinamentos de companheirismo, disciplina e respeito.Virtudes que o esporte ensina, e muito bem. Você vai fazer muita falta, mas lutaremos para manter o seu legado vivo. Siga em paz.

Belchior de Vasconcelos Leite. Sócio do Sport Club de Natal.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 20 =

ao topo