O partido da mídia

“A ANJ representa os jornais e, por consequência, a “defesa dos intereses dos seus sócios”. Muito justo. A associação tem inscrito, também, no código de ética, o propósito de assegurar “o acesso” dos leitores às “diferentes versões dos fatos e às diversas tendências de opinião da sociedade”. Justíssimo. A regra determina, no entanto, que sobre isso não pode prevalecer “quaisquer interesses”. Supõe-se, por elementar, que nem mesmo o interesse dos próprios sócios. E aí dona Judith?”

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 10 =

ao topo