O que pensa a deputada Fátima Bezerra sobre os retrocessos no MinC?

Deputada ocupa um posto chave no Congresso Nacional e pode contribuir para impedir desmonte no MinC

NINGUÉM SABE. Ainda. Mas está na hora da presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara Federal, a deputada potiguar Fátima Bezerra, se pronunciar sobre os retrocessos e a crise no Ministério da Cultura. Precisamos saber a posição da deputada, que até esse momento, manteve silêncio sobre o que vem ocorrendo no MinC.

Não lembro (acho que não) se ela já foi questionada pela imprensa ou blogs sobre as medidas que foram implantadas por Ana de Hollanda e que descontinuam e renegam o trabalho feito pelos ministros Gilberto Gil e Juca Ferreira.

A essa altura, não faz sentido pedir mais tempo para a ministra ou achar que se trata de uma luta por cargos e posições no governo. Somente mal intencionados ou quem não está acompanhando o que vem ocorrendo no ministério é que podem fazer uma avaliação tão rasa.

Desde o início que a ministra deixou claro a que veio, lembro das primeiras entrevistas dela, onde já ficava claro o rumo que ela imprimiria ao ministério.

A retirada da licença Creative Commons do portal do ministério e da Lei do Direito Autoral do Congresso, o conluio e fortalecimento do Ecad, são ações que mostram que a ministra tem de sair para não comprometer ainda mais o legado deixado por Gil e Juca. A hora é de avançar e não retroceder.

Ana de Hollanda, já disse outras vezes, faz um trabalho no MinC que encheria de orgulho um governo do PSDB/DEM.

A cada dia a crise se aprofunda e chegou ao Congresso (finalmente!), conforme matéria do Estadão (post abaixo), o que torna mais urgente sabermos o que Fátima Bezerra pensa sobre a situação.

Pessoalmente, acredito que a deputada não desapontará os movimentos culturais que pedem a saída da ministra. Mas, vamos esperar que ela fale.

Tudo é possível e coerência não faz parte do repertório da maioria dos políticos brasileiros.

T.C

Comentários

Há 3 comentários para esta postagem
  1. Suely Andrade 4 de maio de 2011 21:55

    Já vi que aqui algumas pessoas tiram conclusões precipitadas.Escutem primeiro a deputada para fazerem suas injunções.

  2. chico m guedes 4 de maio de 2011 19:42

    alguém sabe o que Fátima pensa sobre alguma coisa relevante?
    eu, que votei nela (meio no piloto automático) na última eleição, não sei

  3. Alex de Souza 4 de maio de 2011 9:46

    Sei não. Fátima não sabia nem que a gestão passada da Fundação José Augusto foi um fiasco…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo