O romance é o cancro da literatura

O regime que governa hoje o romance é o da proliferação cancerosa e o da mediocridade mimética, responsável por uma globalização romanesca que faz deste género hegemónico um instrumento de dominação.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Tácito Costa 20 de janeiro de 2011 11:02

    De Maria da Paz Ribeiro Dantas, por e-mail:
    Opinião superficial e preconceituosa, tipo “não li e não gostei”, de quem desconhece o universo de autores como Ian McEwan, João Banviille, J.M; Coetzee, para citar somente três.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo