O último a partir, apague a luz

Fernando,

Bom não seria, claro, mas se fosse somente a cultura que atravessa seus piores dias sob essa administração municipal, muitos estariam conformados. Poderiam dizer, por exemplo, a educação, a saúde, etc estão indo bem, talvez chegue a hora da cultura. E como não é novidade que a cultura é sempre discriminada pelos políticos, poucos se levantariam para protestar.

Infelizmente, podemos transpor a inércia e incompetência vivida hoje na cultura para os demais setores. Hoje mesmo, por acaso, vi parte de uma reportagem na Intertv Cabugi mostrando uma escola e uma creche fechadas. Quando vinha agora à tarde para o trabalho passei em frente à Prefeitura de Natal, onde estão acampados os professores em greve. A coleta de lixo está precária. A verba do carnaval foi cortada pela metade.

As trapalhadas no meio ambiente deixam todos estarrecidos, afinal, estamos sob a única gestão do Partido Verde no país.

Os R$ 220 mil pagos pelo show do Padre Fábio ainda não foram devidamente esclarecidos.

E por aí vai. A cidade ao Deus dará.

Enquanto isso, a prefeita Micarla, que não é de ferro, curte férias, adivinhe aonde… na Disneylândia.

Alex de Souza se mandou pra João Pessoa, Jairo pra Recife, Carlão está isolado em Pium, Levino faz tempo que está em São Paulo, talvez já prevendo tudo isso. Charles Phelan pensa em voltar para Nova Iorque.

O último a partir, apague a luz.

ao topo