Obrigado, Fernando

Fernando:

Seu deslumbramento me deixa muito feliz. Quando lembrei esse truísmo (cada escritor é um escritor), eu não pensei em pessoas generosas como vc, que se deixam deslumbrar. Pensei em alguns críticos que escolhem um ideal-tipo de escritor e cobram dos outros serem como ele – o que, evidentemente, não é seu caso.

Sim, cada escritor é um escritor. Procurar a poética de Bandeira em Drummond, por exemplo, seria um contrasenso – experiências diferentes, projetos diferentes etc.
Abraços:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

ao topo