Obrigado, Tetê

Tetê:

Novamente, obrigado – agora pela dedicatória carinhosa. Paulinho da Viola é essencial. Espero poder cantar para vc, um dia, uma letra que escrevi para “Choro negro” – o próprio não sabe disso, ele prefere manter a música somente instrumental,trata-se de letra pirata, portanto.
Um beijão:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − seis =

ao topo