Onça em pele de puta

Com o sugestivo nome de O Sonho da Onça é Ter um Casaco de Pele de Puta, o artista português João Pedro Vale traz hoje para a Galeria Leme, em São Paulo, peles de animais imaginários. Quase todas criadas com guardanapos de papel pintado.

Essa exposição abre a velha questão sobre do que é feita a arte contemporânea. Dias atrás um “artista plástico” pendurou um cachorro na parede de uma galeria até morrer para fazer arte. Só se for aquelas de menino-moleque.

O título de abertura da exposição do portuga é bacana, engraçadinha e até instigante. Mas não vi muita coisa nas fotos da obra na internet. Acho que a coisa está se nivelando por baixo. Não bastasse a música e o cinema…

Liberdade de criação está se confundindo com libertinagem. Acho que falta uma escola bacana nestes tempos confusos para estabelecer pelo menos um parâmetro de qualidade e direção a essa galera.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP