ONTONTE…

Oreny Júnior

malassada é bom
ruim é tomar banho
com caco de telha e sabugo
pra tirar o grude do pescoço
já passei miticoçan pra matar xanha
nunca andei a cavalo
nunca andei de trem
nem tanquanto pesquei
faz tempo que não como
cavaco chinês
a pisa que mamãe me dava
era de sandália havaiana
ainda hoje escuto o choro da infância
descí muito de tábua de morro
pulei barreira
brinquei de garrafão
só bebia caranguejo em nazi
tenho máquina de datilografia
telefone de baquelite
e um rádio ABC
a voz de ouro
bebia com meu irmão orlando
nos cabarés de sônia
e de maria creuza
parece que tô ouvindo
zé ary narrar
olha o cú de burro na área
êta saudade que mata
mata mais que coice de burro brabo
saudade dói
dói
dói…

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =

ao topo