Orquestra da UFRN faz concerto neste sábado; veja detalhes, entrevista com maestro e outras novidades!

A Orquestra Sinfônica da UFRN se firma a cada concerto como um dos principais ensembles orquestrais do Nordeste e mais atuantes do Rio Grande do Norte. Até dois anos atrás era praticamente a única atuante, mas a Orquestra Sinfônica do Estado voltou também aos concertos com regularidade. Mas a OSUFRN – formada por alunos dos cursos técnicos na área de música da UFRN – é quem tem se destacado país afora e até no exterior. E mesmo localmente tem recebido mais popularidade com projetos como o ‘Parcerias Sinfônicas’, junto ao Sesc e que realizou espetáculos no palco com Camilo Masiso e também em homenagens a Luiz Gonzaga e Vinícius de Moraes. Isso nos últimos cinco anos, e que renderam, inclusive, o Prêmio Hangar de Melhor Show do Ano.

Neste sábado, a OSUFRN realiza seu quarto Concerto Oficial nesta temporada. E desta vez o grupo convida a pianista chilena Susana Espinosa para executar o concerto nº9 para Piano e Orquestra de Mozart. No programa também terá a Sinfonia nº 39 também de Mozart e a peça Finlândia, de Sibelius. O concerto será realizado no Auditório Onofre Lopes, na Escola de Música da UFRN, às 20h. Um palco que tem recebido alguns dos maiores nomes da música erudita nacional e mundial. Às 19h tem início um importante projeto que é a Palestra Pré-Concerto, onde o público pode entender um pouco mais sobre o repertório executado no concerto. A distribuição de ingressos começa às 19h e o auditório tem lotação de 250 lugares. E quem comanda esse concerto e a trajetória da OSUFRN nos últimos anos é o maestro André Muniz, com quem o blog conversou rapidamente:

ANDRÉ MUNIZ
165235_477288258563_4381131_nA crise financeira no país tem afetado os investimentos ou a rotina de trabalho na Escola de Música e, consequentemente, na OSUFRN?

Olha, a UFRN e a Escola de Música têm tentado manter a programação e o nível do que faz. Está difícil. Por conta da logística quase cancelamos nossa participação na Cientec, mas estamos mantendo. Lembrando que no meio dessa crise fomos à Alemanha, e já passamos por Florânia, São Paulo do Potengi e Macaíba. Ainda iremos a Monte Alegre e talvez a Luís Gomes.

A Semana da Música era um festival bem aceito pela mídia e pela crítica como um promissor evento de música erudita. Haverá continuidade?
No formato com que foi realizada em 2012/2013, infelizmente não. Precisamos de parceiros e aqui eles estão escassos ou comprometidos na continuidade de projetos que já assinam.

Então a Semana de Música vai acontecer esse ano ainda, mesmo que em menores dimensões? Qual seria a data?
Sim! Entre 16 e 22 de novembro.

Sobre este concerto, o que pode nos trazer de bom e quais os próximos projetos da OSUFRN?
O diferencial desse concerto certamente é a vinda da pianista chilena Suzana Espinoza. Tenho desenvolvido ao longo dos três últimos anos, constante trabalho naquele país e tenho encontrado muita gente boa, disponível para cooperações e precisamos dar solidez a isso por aqui.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo