Os equívocos da internação compulsória

Gato e rato: eis a estratégia usada pelos agentes da prefeitura. Fotos: Adriana Lorete

Por Maurício Fiore

Pouco tempo depois da prefeitura do Rio de Janeiro, agora é a vez do governo paulista adotar uma política de atenção aos dependentes de drogas baseada na internação compulsória.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo