“Os Famosos…” vence Festival do Rio

duentes

O filme “Os Famosos e os Duendes da Morte”, de Esmir Filho, foi o grande vencedor do Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro, que em sua competição reuniu 60 filmes brasileiros inéditos.

A estreia do premiado curta-metragista Esmir Filho, diretor do famoso “Tapa na Pantera”, na direção de um longa, ganhou o Troféu Redentor de melhor filme e o Prêmio Fipresci, da crítica internacional.

O filme conta a história de um adolescente de uma pequena e esquecida cidade brasileira que se conecta ao mundo através da internet.

O prêmio de direção foi para o cearense Karim Aïnouz e o pernambucano Marcelo Gomes pelo documentário “Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo”, que também venceu a categoria de fotografia.

Na premiação dos documentários, o Troféu Redentor de melhor filme foi dividido por “Reidy, A Construção da Utopia”, de Ana Maria Magalhães, e “Dzi Croquettes”, sobre o teatro na época da ditadura, este último vencendo também o prêmio do júri popular para documentários.

A jovem Nanda Costa surpreendeu com sua escolha como melhor atriz pelo papel principal em “Sonhos Roubados”, de Sandra Werneck (eleito melhor filme pelo voto popular), enquanto os atores Chico Diaz e Luiz Carlos Vasconcellos dividiram o troféu de melhor ator por “O Sol do Meio-dia”, de Eliane Caffé.

Beatriz Braga e Sergio Bianchi venceram como melhor roteiro com “Os Inquilinos” e o documentário “Tamboro”, de Sergio Bernardes, também saiu vencedor com o prêmio especial do júri e o de melhor montagem.

ao topo