Os poemas preferidos de Borges

“O que é a poesia para Jorge Luis Borges? Uma paixão, um prazer, acima de tudo a poesia é.

Talvez por isso mesmo, tão logo começava a falar sobre poesia, aproximava-a à vida. De fato, para o escritor argentino, a vida é feita de poesia, e esta se encontra por toda parte, sempre à espreita. Ler ou “cometer versos”, como dizia, significava, então, passar à vida. O autor de O Outro, o Mesmo (1964), livro de poemas que ganhou edição recente pela Companhia das Letras, com tradução de Heloisa Jahn, considerava que a experiência da poesia é, a cada vez, única. Dito de outra forma, tal experiência ocorre em todas as ocasiões em que um poema é lido, e sempre de maneira distinta daquela que teve lugar quando de sua primeira leitura”.

aqui

ao topo