Os últimos dias de Kurt Cobain

É impressionante o peso existencial impregnado no personagem inspirado no líder do Nirvana, Kurt Cobain, no filme Last Days, do último premiado com o Oscar, Gus Van Sant.

O filme data de 2005, acho, mas somente ontem assisti. Uma obra muito mais reflexiva do que explicativa. Uma narrativa angustiante, impactante, cheia de pausas e silêncios. Pouquíssimos diálogos.

Mesmo o tema complicado como o suicídio, o diretor não procurou respostas, mas traçou de forma genial uma atmosfera obscura, extremamente subjetiva, solitária, em tomadas longas e, pasmem, sem uma única música do Nirvana.

Filme porreta demais.

Comentários

Seja o primeiro a comentar
  1. Carlos Augusto [Floyd] 7 de agosto de 2009 14:44

    HEHEHE

    Pior seria se tivesse duas letras e começasse com C e terminasse com U…

    😉

  2. Sérgio Vilar 7 de agosto de 2009 8:42

    Dica: começa com C e termina com Ô..rs

    Rapaz, ali na Ulisses Caldas tem um carinha que tem vende um acervo enorme de filmes de qualidade. A coleção de faroestes é fuderosa. Já peguei uns 8.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo