Padre José de Calazans Pinheiro

Alecrim 100 – 2011

No próximo ano completa 100 anos da criação do famoso bairro do Alecrim, criado no dia 23 de outubro de 1911. Como antigo morador do bairro mais querido e mais populoso de Natal, inicio com esse artigo as comemorações do secular bairro que mora em mim e faz parte da minha biografia.

Na Rua Sílvio Pélico, onde morava seu Antonio, fica situado a Escola Estadual Calazans Pinheiro. Em homenagem ao importante educador e religioso Monsenhor José Calazans Pinheiro, nascido em São Gonçalo do Amarante no dia 27 de agosto de 1899 e falecido em 1946. Filho do capitão Manoel Joaquim da Costa Pinheiro e de Gertrudes Cassimiro Pinheiro, morador da Rua Vigário Bartolomeu..

Calazans Pinheiro ordenou-se padre em 20 de dezembro de 1891. Foi professor de Latim e Grego no seminário São Pedro e colégio Ateneu Norte – Riograndense. Um homem culto também ensinou Geografia e publicou um importante com noções de Cosmographia.

Corria o venturoso ano de 1922 quando o sudeste brasileiro comemorava a Semana de arte Moderna. Uma grande festa feita por alguns dos maiores fazedores da arte e literatura brasileira. Em Natal, o padre José de Calazans Pinheiro, lente de Geografia e Cosmographia, ensinava no famoso colégio Ateneu. O Pe Calazans publicou as suas Licçôes de Cosmographia em 1922 pela Typografia Leuzinger do RJ.

Um livro de excelente nível didático e com um conteúdo bastante abrangente. Formado de 25 lições e ao final uma lista de exercícios com três problemas pra cada unidade, tudo conforme o programa do Ginásio Nacional. O livro começa com noções de Geometria Euclidiana. Estuda o universo e as forças da natureza, O sistema planetário e as leis de Kepler. A lua e suas fases, O sol e a atmosfera da Terra. Eclipses, as estrelas e constelações, o zodíaco e termina com os calendários Juliano e Gregoriano.
Chama atenção a riqueza de conteúdo e clareza das lições ensinadas pelo padre Calazans numa escola pública no início do século XX. Alguma ou outra informação precisava ser atualizada. No geral o livro de Cosmografia do padre Calazans é muito bom e didático e cumpria bem a sua função numa época de difícil acesso a livros didáticos escritos em português.

Falta a bibliografia para torná-lo mais completo. Um livro que mostra o nível de nossa escola pública no passado e como eram bons seus professores que lecionavam com material produzido do próprio punho.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 7 =

ao topo