Papangu nas bancas

A troca de farpas entre a prefeita mossoroense Fafá Rosado e o pessoal da Papangu não impediu o lançamento de mais uma edição da revista. Segundo os editores, a prefeita acionou a Justiça e pediu cifras que “trincaria” até mesmo publicações brasileiras de grande porte. A chamada de capa é “Pra lá de Bagdá…”.

O jornalista Alexandro Gurgel entrevistou o Capitão das artes natalenses, Dácio Galvão. O presidente da Capitania das Artes fala, entre outras coisas, sobre a efervescência cultural da cidade do Natal. Alexandro que também traz para a seção Especial o município de Caicó.
Nas comemorações dos oitenta anos do poeta H. Dobal, o bibliófilo Carlos Meireles, na seção Autores & Obras, resolveu cantar, valendo-se da telúrica arte do mestre, um réquiem de versos.

O jornalista e escritor Mário Gerson assina o Conto Os Gatos de Madame M; Na Crônica do mês, Antônio Alvino explica por que Andar se Aprende Andando. Nos Céus de Portalegre é o artigo assinado pelo jornalista Jotta Paiva. Em Foco Potiguar, as belas Paisagens litorâneas, de Clóvis Tinoco.

Em mês do foclore, Deífilo Gurgel é o personagem do Talento Potiguar – matéria que leva a assinatura do escritor Clauder Arcanjo. O Exu Desmancha Tudo foi o ganhador do Troféu Papangu do mês – um juiz poderoso que desfaz o que outros juízes sentenciam.
Haja sensibilidade nas duas páginas dedicadas à poesia: Elaine Vincenzi Silveira, Maria Nogueira Machado Arcanjo, Maria Rizolete Fernandes, Francisco Carvalho, Clauder Arcanjo e Luiz Otávio Oliani.

Os papangunistas Affonso Romano de Sant’Anna, Raildon Lucena, David Leite, Cefas Carvalho, Damião Nobre, Yasmine Lemos, Antonio Capistrano e Túlio Ratto dão continuidade a esse trabalho reconhecido e aclamado pela mídia como um dos melhores instrumentos culturais do Nordeste e, tranqüilos e calmos, rindo das investidas daqueles que querem “ressuscitar”, a todo custo, o coronelismo em terras potiguares.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP