Para críticos, psicanálise é uma revolução que não deu certo

NO JORNAL SUBSTANTIVO PLURAL

A psicanálise é como a Revolução Russa: começou bem, acabou mal e ninguém sabe explicar por quê, diziam os pensadores franceses Gilles Deleuze (1925-1995) e Félix Guattari (1930-1992). Juntos, eles escreveram “O Anti-Édipo” (Editora 34, 560 págs., R$59), uma das mais célebres críticas da teoria freudiana.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo