Paradoxos do cinema brasileiro

Por Ricardo Calil

“400 Contra 1″ tem inúmeros problemas. A ponto de o filme de Caco de Souza soar como uma comédia involuntária em determinados momentos. Mas, a meu ver, um problema central se destaca entre outros tantos secundários: faltou um produtor para mexer no resultado final.

aqui

Comentários

Há 3 comentários para esta postagem
  1. Elizabeth Lorenzotti 12 de agosto de 2010 18:57

    Ok, obrigada a você, continuemos em contato. Já pedi o email do Monteiro, poeta amigo do Piva está pedindo. As pessoas têm gostado muito.
    Um abraço

  2. Elizabeth Lorenzotti 12 de agosto de 2010 16:57

    Caro Tácito, se puder dar uma sugestao de jornalista e também de apaixonada pela poesia, não tire da primeira página a homenagem do Monteiro ao Piva. Ela é necessária. Ou talvez, se possível, coloque-a aqui embaixo.
    As pessoas que entram nao saberão do post anterior. Ou estou enganada? Um abraço

    • Tácito Costa 12 de agosto de 2010 18:37

      Elizabeth,
      O poema permanecerá na primeira página e também a partir de amanhã em nossa ESTANTE virtual, ali do lado direito do blog. Agradeço a sugestão e estamos às ordens aqui em Natal pra qualquer coisa. abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo