Paul Bowles

paul“Paul Bowles como escritor e personagem começou a me despertar interesse – como acho que em quase todo mundo que o leu – pelo filme “O céu que nos protege”, de Bernardo Bertolucci. Naturalmente, ele era a fonte de inspiração do atormentado (e por vezes terrivelmente antipático) Port vivido por John Malcovich. O escritor, no que pode ter sido a única aparição em cinema de sua vida, estava lá, no final do filme, dirigindo uma pergunta inesquecível a uma aturdida, enviuvada tragicamente e traumatizada Kit (Debra Winger).

aqui

Go to TOP