Pedofilia e corrupção deflagram decadência social em ficção de Paul Bowles

Escritor americano radicado no Marrocos, Paul Bowles (1910-1999) explora a conversão de Tanger –até então uma Zona Internacional– em uma cidade completamente marroquina, junto aos choques sociais e culturais trazidos por essa transição, no romance “Que Venha a Tempestade” (Alfaguara, 2010).

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + cinco =

ao topo