Penso, logo desisto

Entre “autos” e baixos, o Natal de (em) Natal saiu de mal a pior. Explicações? Aguardem cenas de capítulos inexistentes.

Comentários

Seja o primeiro a comentar
  1. Carlos Augusto [Floyd] 8 de dezembro de 2009 20:23

    Sinistro heim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo