PERDA

Enviado por Fernando Monteiro, por e-mail:

Tácito amigo:

Aqui, um poema de Geraldino Brasil (1926-1996), autor do A Intocável Beleza do Fogo — que será lançado amanhã (19), na Livraria Cultura aqui do Recife, às 19 horas, com debate em torno da sobrevivência da Poesia:

PERDA

Geraldino Brasil

Hoje me acordei tarde.
Perdi o frio
de quem desperta cedo
e pode dormir mais.
Perdi o sol que saiu
da moldura da janela
Perdi o canto do pássaro
da manhã na árvore.
Para sempre o perdi.

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + treze =

ao topo