Pílulas para o Silêncio (Parte CXXIX)

Arte:  Nam June Paik 

 

Os liberais, ao chegarem à mesa do poder, veem-se tomados por uma simpatia pelo status quo.

***

Nem tudo que vem de cima advém de Deus. Alguns crápulas adoram viver nas nuvens.
— Hélas!…

***

Acerca de tudo, ele sabia um pouco. Não muito; segundo ele, até o bastante no mais das vezes atrapalha o bom convívio com a mediocridade alheia.

***

Só quem sobe na ribalta é que pode avaliar o peso de um julgamento sem procrastinações, e sem intermediários.

***

Colher sem plantar: eis o sonho que campeia na mente preguiçosa de muitos.

***

Mal dobrava a esquina, arrependia-se dos seus últimos passos. Anos assim, então se decidiu: sou um homem afeito a permanências.

***

A joia do outro sempre reluz mais intensamente, quando somos movidos pelo motor da comparação.
clauderarcanjo@gmail.com

Professor, contista, poeta, cronista. [ Ver todos os artigos ]

Comments

There is 1 comment for this article
  1. Raí Lopes 20 de Julho de 2018 12:24

    Sempre bom refletir sobre suas divagações…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP