Pílulas para o Silêncio (Parte XVI)

0800

Disque “0” para sumir. Disque “1” para desistir. Disque “2” para desaparecer. E, disque “9”, se quiser falar com você.

***

Se me encontro, perco-me em becos da memória. Se me perco de mim, acho-me na esquina dos esquecidos, umbral das desventuras dos achados e perdidos.

***

Os canalhas perfumam-se bem e, diria eu, até em demasia, pois eles sabem da fétida podridão dos seus atos, pensamentos e omissões.

***

O monastério não seria o seu melhor destino, suas culpas capacitavam-no sobremaneira para uma viagem direta ao inferno.

***

Salpiquei sua roupa com a purpurina dos meus versos líricos, e ela riu-se de mim. Nunca desconfiei que ela me saísse uma musa infiel.

***

Diálogo entre dois editores da província.
— Quem edita mais, eu ou você?
— Depende da escala.
— Da escala?! Confesso que não entendi.
— Na escala dos modismos, você. No metro clássico-tradicional… Não sei. Ainda não contei.
— …

Clauder Arcanjo — Escritor
clauderarcanjo@gmail.com

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo