Planalto garante permanência de Ana de Hollanda na Cultura

Por Márcio Falcão
FSP

O governo negou nesta terça-feira (20) que a ministra Ana de Hollanda (Cultura) estaria deixando o cargo. Ela tem uma gestão marcada por críticas e poucas realizações.

A ministra participou na manhã de hoje de cerimônia no Palácio do Planalto para o lançamento de Programa Nacional de Educação no Campo, o Pronacampo.

Ana chegou pouco antes do início da solenidade e, descontraída, conversou com outros ministros. Ao final do evento, ela recebeu um abraço e trocou poucas palavras com a presidente Dilma Rousseff.

Segundo a ministra Helena Chagas (Secretaria de Comunicação), Ana “não está de saída do governo”. A informação foi repassada após Helena ter sido chamada pela presidente.

Com a virada do ano, houve a expectativa de uma reforma ministerial e o nome da ministra figurava entre as possíveis trocas.

Um dos primeiros problemas de sua gestão foi a retirada do selo “Creative Commons”, que facilita o trânsito de obras na internet, já que regulamenta os direitos do autor sem que haja necessidade de contrato escrito.

Outra crítica de parte do setor cultural é que ela não teria se empenhado para garantir um corte menor no Orçamento da Cultura.

A ministra foi alvo de campanha contra ela dentro do próprio PT, que teve início quando cancelada a nomeação do sociólogo Emir Sader para presidir a Fundação Casa de Rui Barbosa.

No ano passado, a CGU (Controladoria Geral da União) também determinou que Ana devolvesse cinco diárias que recebeu quando estava no Rio de Janeiro sem compromissos oficiais.

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP