Plano Nacional de Cultura

O Plano Nacional de Cultura está sendo discutido essa semana em Natal. Segue até amanhã o seminário no Praia Mar Hotel, em Ponta Negra. Na abertura, o secretário de Diversidade de Identidade Cultural do Ministério da Cultura, Sérgio Mamberti esteve lá. É uma espécie de homem forte do MinC. O entrevistei há uns três anos. Já naquela oportunidade ele comentou da implantação dos Pontos de Cultura, em substituição ao projeto fracassado das Casas de Cultura.

Segundo Mamberti, os Pontos de Cultura proporcionavam maior dinamicidade à arte. Tinha uma metodologia inovadora, mais viável e organizada. Somente agora o projeto chega ao Estado. Antes tarde do que nunca. Se funcionar será um excelente método de incentivo e propagação da arte potiguar.

Quem viaja aos municípios deste Rio Grande de Poti reconhece talentos primorosos. Alguns já esculpidos, prontos para o sucesso, o reconhecimento. Mas permanecem escondidos, restritos ao pequeno mundo de seu recanto. Por vezes, apenas na sua geografia ruralista, desconhecido até na urbe de seu município. É muito desperdício.

A Fundação José Augusto já expôs o edital de concorrência para a implantação de 53 novos Pontos de Cultura no Rio Grande do Norte. É um investimento de R$180 mil para cada Ponto, divididos em três anos, com R$ 120 mil de verba federal, e R$ 60 mil do governo do RN.
Para dúvidas e esclarecimentos sobre os Pontos, a FJA disponibilizou o e-mail pontosdecultura@rn.gov.br e os telefones (84) 3232-5317/ 5322, com atendimento das 9h às 13h.

OBS da Assessoria da FJA: “Sérgio, apenas uma ressalva, o RN já possui 13 Pontos de Cultura. Esses 53 novos vêm se somar aos demais“.

Comentários

Seja o primeiro a comentar
  1. rosamoura_pink 14 de agosto de 2008 14:50

    Sérgio, apenas uma ressalva, o RN já possui 13 Pontos de Cultura. Esses 53 novos vêm se somar aos demais.

    Rosa

  2. Anonymous 14 de agosto de 2008 14:50

    Sérgio, apenas uma ressalva, o RN já possui 13 Pontos de Cultura. Esses 53 novos vêm se somar aos demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo