Plano Palumbo, me sucumbo

“Petrópolis, escrevam, está virando um centro da cidade, com todas as mazelas do centro. Na verdade, a atual condição é parte de um mesmo processo que teve início no caótico Alecrim e que lembra a queda seqüencial das pedras de um dominó. “Alecrim é o bairro operário, / A tecer noite e dia”, cantava Palmyra Wanderley no poema homônimo (de “Roseira brava”, 1929).” MARIO IVO

aqui

ao topo