Poema de “Habitar teu nome”, o novo livro de Marize Castro

Por Marize Castro
(Enviado por Tetê Bezerra)

numa velha cidade
um coração agonizava

sozinho

uma mobília antiga
o protegia do mundo

ele se cobria
no meio do dia e esperava
as mesmas lembranças
que sempre naquela mesma hora
o silencio e o sol
lhe traziam

há muito tempo ele se foi

saberá que parti com ele?
que jamais o deixei?

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. Eliane Dantas 21 de dezembro de 2011 13:37

    Raríssima pérola!

  2. Anchieta Rolim 22 de dezembro de 2011 12:27

    Parabéns Marize e sucesso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo