Poemas de Helmut

Escritos do poeta-boêmio, Helmut, recolhido dos chãos do Beco da Lama por Eduardo Alexandre, após pedido negado de dois reais pelo poema, a um dos freqüentadores do Bar de Nazaré: “Abusei da autoridade/ encontradiça na cidade/ e perdida lá nos campos! / Mesmo até os pirilampos/ perderam o brilho do olhar! / Cegos ficaram/ e pelos campos foram-se/ para não mais voltar”. A história completa o leitor pode ver no blog Alma de Beco, logo aí ao lado.

Comments

Be the first to comment on this article
  1. Adriana Amorim 30 de Setembro de 2008 0:32

    O cara é fera mesmo, oh! virei fã….

    😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP