Poesia Concreta

O projeto verbivocovisual.

aqui

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. Jarbas Martins 15 de fevereiro de 2011 15:56

    tiro certeiro, são joão batista da pós-vanguarda!

    e para anne, bárbara,ednar,niva e tânia essas redondilhas do mestre Haroldo de Campos: “…que o meu pobre intelecto/ saia a voar sem teto/ sem ter onde se pôr/ ./ Ânimo, alma, em frente:/ diante de tanta Diana/ o corpo é o pensador”. (BALADETA À MODA TOSCANA”, in “A Educação Dos Cinco Sentidos”,Ed.Brasiliense, SP,1985,p.79).

  2. joão batista 15 de fevereiro de 2011 11:38

    Bom demais esse post.Genial!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo