Poesia há de?

Há sim, se não comprometer o verso.

Ou versão, diminutivo do real.

No que se mente em verso

nem faz mal,/ faz bem.

No que se diz verdade no poder,

desfaz o bem.

E cria a mãe do mal.

Ex-Presidente da Fundação José Augusto. Jornalista. Escritor. Escreveu, entre outros, A Pátria não é Ninguém, As alças de Agave, Remanso da Piracema e Esmeralda – crime no santuário do Lima. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo