POETA DA SEMANA: Ada Lima

Ada Lima Ferreira de Sousa nasceu em 11 de julho de 1984, em Areia Branca/RN, e mora em Natal/RN desde 2000. Formada em Jornalismo e em Letras, é professora da área de Práticas de Leitura e Escrita na Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Publicou dois livros de poemas pela editora Flor do Sal: Menina Gauche (2008) e Águas (2011), e escreve de vez em quando no blog www.escritosdeada.blogspot.com.

************************************

No dia em que descobri a gênese
dos diamantes
adormeci perguntando-me

se as almas dos homens
seriam tão belas quanto
as das pedras.

************************************

Ainda trago nas costas
as cicatrizes
das asas que me foram postas

não há invenção mais cruel do que os altares.

************************************

Lembro da água descendo das bicas
cascatas sobre as calçadas
pés desfazendo poças
vovó trazendo o xampu
– chuva faz bem pro cabelo!

como era doce a vida
eu não conhecia a palavra
tormenta.

************************************

O pânico que me escorre das mãos
não é outro
senão
o de ter que ancorar navios
no vazio.

***********************************

Agora
que tudo é silêncio

adormeço
ouvindo o barulho das ondas

o mar é
dentro de mim.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 3 comentários para esta postagem
  1. Edjane 9 de julho de 2016 9:24

    A qualidade da poesia de Ada é a mesma do seu pai, Adriano de Sousa. Outro poeta mor do RN.

  2. Anonima Mente 8 de julho de 2016 15:36

    Um rosto de criança que abriga uma alma milenar… Amo sem reservas.

  3. José Saddock 8 de julho de 2016 9:26

    Ada Lima é uma Poeta – ponto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo