“Por que é que as coisas um instante antes de acontecerem parece já ter acontecido?”, de Jefferson Turíbio

à Clarice

 

ontem. hoje.

nem ontem

nem hoje:

o instante-já.

 

já fui reflexos

do sol

já fui casulo

de borboleta

fui ontem

e fui hoje

 

às vezes

sou por segundos o eco

do instante-agora-já!

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo