Porquinhos

Amigos e amigas:

Reproduzo versão minha para a canção “Piggies”, de George Harrison (Beatles), ecoando o post abaixo de Macário Campos:

PORQUINHOS
(Piggies)

Texto original, em inglês, de George Harrisson
Versão em português de Marcos Silva.
.
Você viu esses porquinhos
Na lama a rolar?
E p’ra eles, essa vida
Pode piorar:
Lama vai sobrar
Por onde rolar…

Você viu porcos crescidos,
Alvos jaquetôes?
Olha lá, porcos crescidos,
Caros gravatões,
Finos camisões
P’ra mais melações…

Nos chiqueiros, protegidos,
Não se importam com o resto,
O resto.
Fuçam fossas facilmente,
Querem lixo em cada gesto!

Porcos, porcões e porquinhos
Se emporcalharão.
Com suas porcas parceiras,
Fora jantarão
Nacos de leitão,
Lingüiça e bacon!

Abraços:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 3 comentários para esta postagem
  1. Marcos Silva 20 de maio de 2010 20:14

    Jarbas e João:

    Muito obrigado pelas palavras generosas.
    No caso da imagem suja dos porcos, João, é possível que muito se deva à tradição judaico-islamita de considerar esse animal tabu para consumo. É legal que outras tradições tenham sobrevivio na Espanha e noutras áreas da Europa.
    Estive no Equador há alguns anos, havia porcos enormes sendo assados para consumo.
    Abraços:

    Marcos ilva

  2. João da Mata 20 de maio de 2010 16:04

    Marcos, Amigo

    Essa ideia de associar o porco com sujeira e fossa é muito nossa.
    O porco ( jamon) na Espanha e Europa é muito bem tratado. Alguns são tão especiais que só comem flores do campo; Das Montanhas.

    Não quero dizer com isso que sua transliteração nao seja boa.

    Abraços

  3. Jarbas Martins 20 de maio de 2010 13:58

    Criativa tradução, Marcos. Você e o Nelson Patriota são os caras nessa área. Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo