Preá: agora sai?

Soube este fim de semana que a Fundação José Augusto trabalha para a segunda edição da revista Preá, sob responsabilidade da atual gestão. Acho bem provável. Na edição do Diário Oficial do Estado de sábado aparece a aquisição de uma máquina impressora off set ao valor de R$ 49 mil. Barato se for para editar a revista e evitar a péssima qualidade da primeira edição. Aliás, dos últimos números da revista. Outro ponto favorável é a volta da assessora de comunicação do órgão e atual editora da Preá, Mary Land Brito. A jornalista participou de campanha eleitoral para a petista Fátima Bezerra. Acredito que agora vai; deveras tardia, mas vai.

E outra: não pensem que a derrota eleitoral abalou o prefeito Carlos Eduardo ou o presidente da Fundação Capitania das Artes, Dácio Galvão.A revista Brouhaha – de molho também há algum tempo (bem menos que a Preá) – também sai nas próximas semanas. Uma das matérias vai tratar dos museus da cidade. Tudo esses ingredientes aliado ao calendário cultural do Natal em Natal para o fim de ano deve render um bolo interessante. Vida longa aos dois projetos. Vamos esperar quem vem para ocupar a cadeira quente da Capitania. Como já foi dito, a jornalista Rejane Cardoso já negou convite e o compositor Fernando Luiz, mais o deputado Luiz Almir foram cogitados. Só o tempo…

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo