Premiado e elogiado filme “Filho de Saul” entra em cartaz em Natal

Depois do divertido, porém abaixo das minhas expectativas, “Ave, César”, dos irmãos Ethan e Joel Coen, a sessão de arte do Cinepólis Natal Shopping, da qual eu virei assíduo frequentador, apresenta um dos filmes mais elogiados e premiados dos últimos anos, “”Filho de Saul”, do diretor húngaro, estreante em longas, László Nemes.

Quem presta atenção no Oscar, talvez lembre que o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro este ano ficou com ele, que também venceu o Grande Prêmio do Júri e da Crítica no Festival de Cannes 2015.

Dei umas lidas por cima nas críticas publicadas na Internet, pra me situar, e todas elas reconhecem que se trata de um grande filme. Eu já tinha notícia da qualidade de “Filho de Saul” e estava na maior expectativa que ele passasse por aqui. saul

Com relação a “Ave César”, eu frustrei-me um pouco por que esperava mais. Não que o filme seja ruim, o roteiro criativo e os diálogos super divertidos pagam o ingresso, mas é que os Coen já fizeram tanta coisa muito boa, que sempre esperamos aquele algo mais nos filmes deles.

Confira abaixo sinopse de “Filho de Saul”.

“Outubro de 1944, Auschwitz-Birkenau. Saul Ausländer é um membro húngaro do Sonderkommando, o grupo de prisioneiros judeus isolados no campo e forçados a assistir aos nazistas com sua máquina de extermínio de larga escala. Enquanto trabalhava em um dos crematórios, Saul descobre o corpo de um menino que ele assume como sendo o de seu filho. Enquanto o Sonderkommando planeja uma rebelião, Saul decide realizar uma tarefa impossível: salvar o corpo do menino das chamas, encontrar um rabino para recitar o Kadish dos Enlutados e dar ao menino um enterro digno.”

Se quiser uma visão crítica, confira o texto de Luiz Fernando Gallegos, do site Críticos. Com, que eu considero um dos melhores na área: AQUI

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP