Prêmio para animação brasileira no Festival de Annecy é ‘marco de cinema sem concessões’

Protagonista de "Uma História de Amor e Fúria", na revolta popular Balaiada (1838-1841)

 

O diretor brasileiro Luiz Bolognesi, que levou no sábado o principal prêmio do Festival de Annecy (o maior de animação no mundo), quer que o reconhecimento dado a “Uma História de Amor e Fúria” sirva de marco para um cinema brasileiro autoral e sem concessões comerciais.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo