Primeira Nação de Maracatu do RN oferece programação gratuita de três dias neste carnaval

A Nação Zambêracatu estará realizando programação especial em Natal no dias 02, 04 e 06 de fevereiro. O grupo, além de ser a primeira Nação de maracatu do RN, é um dos únicos blocos carnavalesco que expressa a cultura e religiosidade negra na cidade.

O Maracatu é uma manifestação artística de modelo europeu e espírito africano, num movimento de luta, resistência e preservação das práticas culturais afro-brasileiras. Dentro dessa perspectiva a Nação Zambêracatu mescla dentro da linguagem do maracatu a raiz negra norte-riograndense, executando o ritmo do Zambê, tipico da região de Tibau do Sul-RN.

O grupo desenvolve um trabalho autoral, que traz em suas canções, a exaltação do negro potiguar e de sua religiosidade, sendo também um instrumento de combate ao racismo e intolerância religiosa, através de ações em comunidades da grande Natal, como ensaios abertos, oficinas e apresentações, fortalecendo a construção e afirmação de uma identidade negra.

Confira a programação:

Programação Nação Zambêracatu
Carnaval 2016

02 de fevereiro
“Batuque para a Rainha do Mar”
O dia 2 de fevereiro é o dia dedicado ao orixá Iemanjá, no calendário candomblecista, divindade das águas doces e salgadas, mãe de todas as orís (cabeças) e um dos orixás mais populares no Brasil pelo seu sincretismo com nossa senhora, há quatro anos a Nação Zambêracatu realiza esse evento na estátua de Iemanjá na Praia do Meio, este ano o evento também fará uma homenagem a Rainha Iracema Albuquerque (in memorian), filha de nessa ocasião o povo de religião de matriz africana estará presente fazendo um momento de oferendas e louvor a rainha do mar.
O quê: Batuque para a Rainha do Mar com Nação Zambêracatu
Onde: Praia do meio (Estátua de Iemanjá)
Horário: 16h

04 de fevereiro
“Cortejo Abrindo os Caminhos para o Carnaval”
O “Cortejo Abrindo os Caminhos” abre o carnaval da cidade de forma independente, propagando a musicalidade e religiosidade negra da cidade do Natal através do maracatu de baque virado. A intenção do cortejo é pedir a benção e proteção dos orixás para que os quatro dias de folia no carnaval sejam de paz e muita alegria nesta festa que é a mais popular do nosso país.

05 de fevereiro
“Coroação da Rainha da Nação Zambêracatu”
As Nações de Maracatu são grupos que surgiram em função das coroações de rainhas e reis negros denominados Reis do Congo, sob a proteção das Irmandades de Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito. A fim de perpetuar a tradição afro-brasileira de coroação de uma rainha negra, como símbolo da ancestralidade africana, a Nação Zambêracatu realiza a coroação de sua Rainha na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos no dia 05 de fevereiro ás 15 horas. A igraja fica localizada na cidade alta, bairro de natal e é um marco histórico da presença negra no estado do Rio Grande do Norte.

Você sabia: A Nação Zambêracatu foi fundada em outubro de 2012 na cidade do Natal-RN, com o objetivo de difundir a cultura afro brasileira no estado do Rio Grande do Norte. O grupo carrega em sua musicalidade uma grande referência do Maracatu de Baque Virado, original de Pernambuco e fortemente estabelecido na sua capital Recife. As Nações de Maracatu são grupos que surgiram em função das coroações de rainhas e reis negros denominados Reis do Congo, sob a proteção das Irmandades de Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito, promoviam-se as coroações como forma de subordinação, administração e controle dos escravos.

Fortemente ligadas às religiões de matriz africana, em especial, o Candomblé, as Nações mais “tradicionais” encontram nos símbolos, cânticos, danças, indumentárias e adereços de estreitas relações com os orixás e outras entidades. A Nação Zambêracatu está atrelada a religiosidade afro brasileira, tendo suas fundamentações no Candomblé de Nação Ketu, pertencendo ao Ilè Asè Dajo Obá Ogodô (Extremoz- RN), sob os cuidados do babalorixá Melquezedeque de Xangô, esta ligação com o candomblé de Nação Ketu, influencia, nos toques executados pelo grupo, que reproduz e faz releituras de ritmos tocados nas cerimônias religiosas.

Além das ações realizadas durante todo o ano, a Nação Zambêracatu possui um calendário com datas fixas anuais, são elas: O “Batuque para a Rainha do Mar” no dia 2 de
fevereiro (Data em que se comemora o dia de Iemanjá, pelo calendário Ketu), o “Cortejo Abrindo os Caminhos” que antecede o carnaval e a tradicional “Coroação da Rainha” que acontece na Igreja do Rosário dos Pretos, localizada no centro de Natal.

Links de vídeos do grupo: https://www.youtube.com/watch?v=wAsosXpjXbI

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =

ao topo