Procuradores defendem a intervenção no DF

“A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) emitiu uma nota, nesta quinta-feira, para defender uma intervenção no governo do Distrito Federal. De acordo com a entidade, o aumento das incertezas sobre a sucessão no comando distrital, diante da possibilidade de renúncia do governador em exercício, Paulo Octávio, torna a intervenção uma medida emergencial, já que o governador José Roberto Arruda está preso há uma semana e teve um pedido de impeachment aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Legislativa do DF.

“Brasília está sem comando. E as pessoas que estão na linha de sucessão do governador Arruda, como o vice e o presidente da câmara distrital, estão envolvidas neste escândalo de corrupção”, afirma o presidente da ANPR, Antonio Carlos Bigonha. “A intervenção é uma medida dura, mas necessária diante da gravidade dos fatos. Não há nada de autoritário nisso, trata-se de um dispositivo previsto pela Constituição para enfrentar crises”.

aqui

ao topo