Projeto de Cristovam Buarque

Recebi mensagem informando sobre um projeto do senador Cristovam Buarque (Projeto nº 480): todo político eleito seria obrigado a colocar os filhos em escola pública. O texto do projeto pode ser acessado no site http://www.senado.gov.br/atividade/materia/detalhes.asp?p_cod_mate=82166
Gosto da idéia mas não suponho que ela resolverá o problema. Por um lado, seria bom ver aquelas criaturas em bancos de escolas públicas. Por outro, elas são de famílias com dinheiro para garantir educação suplementar (cursos especiais, professores particulares, viagens ao exterior etc.), ao contrário da maioria dos que frequentam a escola pública.
Defendo o projeto mas ele sozinho ainda é insuficiente para encaminhar profundas transformações na educação pública.

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 3 comentários para esta postagem
  1. Laurence 11 de fevereiro de 2011 15:26

    É isso ai Marcos, o intelectual sério está fora de amarras, e procura o gesto cidadão. O que vejo em você.

    Bom falar com você também

    Abs, Laurence

  2. Marcos Silva 11 de fevereiro de 2011 14:52

    Laurence:

    É uma grande alegria reencontrar vc e seu texto.
    Votei em Dilma e não me arrependo: o oponente era ruim demais. Isso não significa dizer amém a tudo que ocorre no atual governo. Acabada a apúração, a cidadania continua – não há mais candidaturas, há governantes para nós vigiarmos.
    Aguardo mais textos seus. Sinto falta de você e deles.
    Abraços:

  3. Laurence Bittencourt 11 de fevereiro de 2011 12:36

    Caro Marcos faço coro a sua informação e penso tal qual você e não penso que essa proposta de Projeto seja demagógica como talvez pensem alguns. Sou favorável a ela, e até estenderia a outras áreas como a da saúde, onde todo político deveria levar seus filhos para hospitais públicos e postos de saúde públicos e não para hospitais privados. Alguns levam inclusive para hospitais particulares fora do país (pago com dinheiro de quem?). Neste sentido lembro uma frase muito engraçada (para não dizer trágica) do Dr. Ulisses Guimarães que dizia que o melhor hospital de Brasília era o Dr. Boeing.
    O que chama atenção no Brasil de hoje, é que quem ousa fazer critica a Lula ou mesmo ao governo Dilma é tido como reacionário, algo que deveria (como forma de cidadania) ser aplaudido. Aliás, a crítica deve ser exercida sempre. A democracia é isso, e não o tolhimento ou patrulhamento de qualquer espécie.
    Parabéns pelos seus textos sempre reflexivos e corajosos. Aquele que vai contra a corrente tem sempre minha admiração e a sua é garantida. Como de outros.
    Abs, Laurence

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo