Projeto Direito ao Cinema discute radicalismo na política nacional e internacional

O projeto Direito ao Cinema traz para sua sessão deste sábado (28) o filme alemão “Ele está de volta”, com uma forte discussão sobre o nazismo.

A exibição acontece na faculdade Estácio Romualdo (Av. Romualdo Galvão, logo após cruzamento com a Amintas Barros, sentido Centro-Zona Sul), a partir das 9h, com entrada livre (oferece certificado de quatro horas para alunos de outras instituições).

Baseado no romance satírico do escritor Timur Vermes, o filme ganhou uma adaptação cinematográfica feita pelo diretor David Wnendt em 2015.

A história acontece em 2011 quando Adolfo Hitler acorda num terreno baldio em Berlim, sem saber o que aconteceu após o ano de 1945.

Desabrigado e desamparado, ele interpreta tudo o que vê em 2011 a partir de uma perspectiva nazista e, apesar de todos reconhecê-lo, ninguém acredita que ele é o próprio, e, sim, um comediante.

Como resultado, seus vídeos violentos e furiosos tornam-se um enorme sucesso no YouTube, e ele alcança o estatuto de celebridade moderna como um artista.

No final, o personagem usa sua popularidade para voltar à política.

Para a professora Maria Fernanda Cardoso, diante do quadro atual político do Brasil, discutir sobre radicalismo é fundamental.

“Precisamos estabelecer a diferença entre liberdade de expressão e opressão/discriminação. Esse filme também é uma oportunidade de dialogar sobre o fenômeno recente do renascimento do nazismo e do fascismo tanto na Europa quanto no Brasil”.

Para debater o filme, após a sessão haverá uma mesa redonda comandada pelo delegado da Polícia Civil Fernando Alves, doutor em Direito Público e mestre em Ciência Política.

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP