Projeto itinerante leva cultura popular aos quatro cantos do RN e este mês desembarca em Ceará-Mirim

Satisfação em divulgar esse projeto e, mais ainda, em receber o prestígio dos organizadores em acreditar no potencial e credibilidade deste Substantivo em apostar e divulgar essa ideia. O projeto Casa das Palavras tem um fim nobre: uma programação gratuita, basicamente montada em oficinas voltadas às artes mais significativas e identitárias de cada município.

Com patrocínio cultural da Cosern e Oi, a Casa das Palavras já percorreu as cidades de Assu, Pau dos Ferros e Currais Novos, e entres os dias 15 e 17 de abril desembarca em Ceará-Mirim. Por lá serão realizadas oficinas de coral, contação de história e, pela primeira vez, oficinas de teatro e mamulengo. São oficinas requeridas pelos próprios agentes culturais do município.

Com seu conceito amplo, a Casa das Palavras pode se adequar de acordo com cada cidade visitada, com abertura para realizações de palestras, lançamentos de livro, bate papo com autores, etc, destacando sempre as principais manifestações culturais locais.

Além das oficinas, que acontecerão no CEU das Artes, a Casa das Palavras levará para a Estação Cultural de Ceará Mirim até o momento, apresentações da Banda de Música Tenente Djalma, Coral Canto do Vale, o poeta Antônio Francisco, Grupo Pau e Lata, e muito mais. Na ocasião, será lançado o livro “Escola Dominical”, de Ciro Pedroza.

O objetivo da Casa das Palavras é disseminar e fortalecer a cultura local através de oficinas de cordel, xilogravura, coral, contação de histórias e apresentações culturais. O projeto envolve crianças, jovens, adultos e idosos, e estimula o processo criativo de cada um. Se por um lado, trabalha-se com a capitação dos indivíduos, por outro, cria-se a possibilidade de interação dessas pessoas com o encantador mundo das artes e seus protagonistas no Estado.

Mini-bibliotecas
Os municípios visitados pela Casa das Palavras receberão minibibliotecas em formato de casinha artesanal, onde os leitores podem compartilhar livros, cordéis, gibis e as pessoas que transitam pela rua, bairro e comunidade têm acesso a esse material. A proposta para manter a casa sempre cheia é a liberdade e o incentivo para que os leitores possam pegar emprestado, ler, devolver e doar novos livros. O fluxo libertário é a aposta para que a minibiblioteca estimule e dê ânimo aos leitores.

O Projeto Casa das Palavras é patrocinado pela Cosern, Oi, Governo do RN, através da Lei Câmara Cascudo e tem o apoio da Secretaria Municipal de Educação, Fundação Nilo Peçanha, Céu das Artes e Oi Futuro.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

There are 2 comments for this article
  1. Anchieta Rolim 10 de Abril de 2015 9:57

    Como faço para manter contato com o pessoal responsável pelo projeto? Tem algum número de telefone que possam me passar? Abraços!

  2. Sergio Vilar 10 de Abril de 2015 11:31

    Enviei para seu email, Anchieta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP