Propriedade intelectual na Internet

Por André Trindade

Desde quando matéria jornalística é propriedade de alguém?
Houve criação?
Houve opinião?
Houve inovação, criação de fato inédito?

Simples notícia não é criação intelectual.

Assim como um advogado que faz uma Peça Judicial também não tem direitos autorais.
Querem manter na internet o monopólio secular e o domínio das informações
que têm no mundo de papel.

Grupos poderosos de pessoas, que além de deter a riqueza mundial, querem a todo custo, dominar o planeta WEB.

Impedir a livre circulação de notícias, assim como já controlam as de pessoas…

E depois ainda reclamam da censura chinesa…

*********

Daniel se refere à noticia: “Grupo Estado apoia ação por propriedade intelectual na internet” (Leia aqui). Eu já manifestei minha preocupação com relação a mais essa ofensiva das grandes empresas de comunicação contra a Internet.  Caso prevaleça a visão desses grupos, os blogs serão os principais atingidos. Mas, nem isso, ameaçaria suas sobrevivências. Há espaço para continuarmos nesse caminho, que não tem retorno, em direção a mais liberdade e democracia.  Os jornais erram o alvo. Mais uma vez. Não é dificultando a vida dos blogs que eles garantirão suas sobrevivências.  Por que não buscar uma aliança? Os dois segmentos tem muito a aprender um com o outro e podem caminhar juntos. Será que não aprenderam nada com a crise vivida pela indústria musical e do cinema?  Nesse momento, salvo algumas exceções, a indústria jornalistica rema contra a maré. Ainda não fez a leitura correta da Internet. Pior para ela.

Go to TOP