[QUADRINHOS] Antologia “Universo Zero” já está disponível

Um livraço para o amante de quadrinhos e de literatura em geral. É a única forma de descrever Universo Zero, com suas oito histórias independentes, todas de autores potiguares. Tudo fruto do trabalho do coletivo de quadrinistas Quadro 9, uma reunião de professores, designers, pintores, escritores, além de quadrinistas.

“Vale lembrar que ‘a semente inicial’ surgiu em meados de 2017, quando as primeiras histórias foram concebidas; “Era de aquário”, de Mario Rasec (texto e arte), “A semente”, de Mario Rasec (texto) e Rodrigo Xavier (arte), e “O abrigo”, de Renato Medeiros (texto) e Rodrigo Xavier (arte). Contudo, o projeto ficou engavetado, enquanto cada um seguiu com seus projetos pessoais, ou sob encomenda. E a oportunidade de publicar a obra veio com a Seleção Pública 041/2019, promovida pela Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult/Funcarte), que premiou três trabalhos no segmento Graphic Novel, e este álbum, é um deles, que teve como proponente a quadrinista, ilustradora e tatuadora Cristal Moura.”, diz Leander Moura, um dos autores da antologia (casado com Cristal).

Antologia de quadrinhos custa R$45,00 e pode ser adquirida pelas redes sociais de @leander_moura @cristalmoura

Temas como morte e nascimento, medo, solidão e esperança estão presentes em Universo Zero.”Tínhamos a ideia de trabalhar com temas diversos e isso possibilitou a escolha de parcerias criativas e/ou alguns também quiseram sozinhos contar outras histórias. A partir daí, outras histórias foram finalizadas, e autores como Carlos Alberto e Marcos Garcia, e este que vos escreve completaram o time, e assim foi finalizado em plena pandemia do Covid-19. E, de forma bizarra (e não incomum) as narrativas possuem esse clima real de opressão e obscurantismo intelectual em que vivemos”, afirma Leander.

Leander tem interesse pelo gênero horror desde a infância, primeiro através do cinema e depois pelas HQs, pela literatura e pela música. “Gosto de apreciar de tudo para ter uma opinião, e posteriormente, algo pode inspirar outras histórias, mas é muito difícil mensurar o efeito de uma obra em nossa produção artística. Creio que cada projeto requer referências especificas, dada sua subjetividade, mas compreendo que nossas influências “transpareçam” de algum modo, mesmo de forma sutil, até porque é necessário buscar elementos em outras linguagens artísticas, justamente para não cair na mesmice habitual. Em suma, pesquisar é essencial, mas também não abra mão da experimentação.”

O quadrinista emplacou duas histórias. A primeira é Solitude, trama de um indivíduo isolado numa terra devasta, trama que Leander fez o roteiro e o Marcos Garcia, o desenho. A outra, Leander escreveu e desenhou:  E.L.A, uma história sobre descoberta e resiliência, versão mais curta de uma trama maior que surgiu de uma exposição em 2017, fruto do edital de ocupação Galeria de Artes do IFRN Cidade Alta, Natal, RN.

Leander e Cristal são dois dos principais quadrinistas potiguares: “pesquisar é essencial, mas também não abra mão da experimentação.”

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo