Quando a originalidade se une ao talento e transforma vidas e paisagens em “Lugares de Charmes”

O Projeto Lugares de Charme é no mínimo, no mínimo mesmo, original. Pelo menos desconheço algo parecido e tão singelo, tão simpático, tão bacaninha. Tudo idealizado pela designer potiguar Cris Ribeiro. O projeto consiste em repaginar cafés e restaurantes de pequenas cidades com até 20 mil habitantes e que tenham algum potencial turístico. Assim, os estabelecimentos comerciais do lugar ganham uma nova cara, funcionando como vitrines de charme para os produtos dos artesãos da região. Além de decorar o ambiente, todos as peças expostas também ficam à venda.

unnamed (2)A cidade de Serra de São Bento foi a primeira a receber o projeto, que levou às artesãs locais uma maneira diferente de produzir arte, com agregação de novas ideias para inserir os produtos aos restaurantes e cafés lá contemplados. As charmosas peças estão ambientando os espaços que, com a nova roupagem, atraem novos clientes, encantando e favorecendo a venda dos produtos artesanais expostos no espaço.

A ideia inovadora e criativa deu tão certo que em dezembro de 2014, Cris Ribeiro recebeu do Ministério da Cultura a premiação oficial da Economia Criativa Brasileira, como o melhor projeto da área no Brasil. Agora o Lugares de Charme segue para a cidade de Martins, com os apoios da Prefeitura Municipal e do Sebrae. Até o final deste ano, serão repaginados restaurantes, mirantes e cafés da cidade. E tem o potencial de expandir para várias outras cidades brasileiras.

O projeto estará com estande de expositores na 11ª Feira de Turismo Rual (Ruraltur), a convite do Sebrae RN. A feira acontece na Arena das Dunas nesta quarta até sexta. No estande estarão os produtos desenvolvidos pelas artesãs do grupo Benditas Mãos, formado por meio do trabalho da designer em Serra de São Bento, com apoio do Sebrae. As artesãs estarão no local produzindo suas peças, assim como a idealizadora do projeto, que prestará informações aos interessados em transformar vidas e negócios a partir do artesanato e da parceria promovida através da Economia Criativa.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 13 =

ao topo