Quando os últimos serão os primeiros?

Por Franklin Jorge

Na última sexta-feira recebemos em Natal o representante da Funarte para o Nordeste, que aqui esteve para “descobrir” o motivo pelo qual a cultura norte-rio-grandense está em último lugar em projeção no país.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Marcos Silva 24 de fevereiro de 2013 13:44

    Aconselho Naldinho a se demitir desse emprego que o trata de forma aviltante. Funcionário público não é militante de movimento social, que custeia com seus próprios recursos viagem DE TRABALHO.
    As críticas às políticas culturais públicas no RN (municipais, estaduais, federais) são muito necessárias. Cultura é mais que isso, todavia. Um estado que gerou Newton Navarro, Sanderson Negreiros e Luís Carlos Guimarães (e abrigou Zila Mamede) não está na rabeira de nada. Um estado que teve autores locais projetados nacionalmente, como Câmara Cascudo e Moacy Cirne, é igual a qualquer outro – ou até melhor.
    Agora: não dá para a FUNARTE adotar o estilo “não tenho nada com isso”. Cadê as grandes iniciativas dela no RN e no resto do Brasil?
    O estado geral das bibliotecas potiguares é de amargar. Sempre ressalvo a dignidade da Biblioteca Zila Mamede, da UFRN, que é pública.
    E existem blogs em Natal conhecidos nacionalmente, respeitados e citados por muitos. Inclusive, modéstia à parte, este aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo