Quanto mais curto, melhor

Por Sérgio Augusto

Passei anos crente que fora James Dean quem nos aconselhara a partir desta sem rugas. Há dias descobri que o adágio “Morra jovem e seja um belo cadáver” foi afanado pelo ator de um filme de Nicholas Ray, O Crime Não Compensa (Knock On Any Door- foto), e que Willard Motley, autor do romance que serviu de base ao filme, por sua vez o furtara de uma obscura peça encenada na Broadway nos anos 1920.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo