Quem pagará pelo jornalismo?

“Há dias escrevi no Correio da Manhã sobre a irracionalidade de uma indústria que, perante tremendas dificuldades de vária ordem, acredita que se salvará através de um aparelho de leitura novo, de adesão ainda desconhecida e sobre o qual não tem a mais pequena espécie de controlo. Falava do iPad e da indústria dos media, no sentido lato – embora quem, na realidade, “vê” a salvação no iPad seja a sub-indústria do jornalismo”.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo