Quem será o gestor cultural de Robinson Faria? Você pode escolher hoje durante plenária

Robinson Faria é o novo governador eleito. E para nós, da área cultural, surge logo a pergunta: quem substituirá titia Isaura na Fundação Zé Gugu? Ou mais: será que ela continua já que pertence ao mesmo grupo político?

Para discutir o assunto, o Fórum Potiguar de Cultura realiza hoje, às 18h30, no Auditório do IFRN da Cidade Alta, uma plenária para definir um nome representativo da classe artística.

No debate sobre cultura realizado ainda no primeiro turno com os candidatos, houve o comprometimento por parte deles de que viriam buscar a indicação dentro do movimento organizado.

É difícil acreditar nisso. Indicações políticas via de regra prevalecem. Mas há que se dar o devido valor à Plenária, até para ter direito a reclamar depois.

Então, quem seria sua indicação? Qual gestor de cultura teria mais capacidade de responder aos anseios da classe? Aparece hoje no IFRN pra opinar!

Comissão Executiva do Fórum Potiguar de Cultura
Esso Alencar – 9606 1926
Aluízio Matias – 8721 7705

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 8 comentários para esta postagem
  1. Thiago Tavares 27 de outubro de 2014 20:03

    Eu acredito que vai ser difícil escolher alguma pessoa neutra… O movimento artístico do RN é dividido por tribos.

  2. Marcia Lohss 27 de outubro de 2014 15:52

    Voto em Rodrigo Bico, que é engajado politicamente, é artista, entende as necessidades do setor cultural, é honesto e é antes de tudo, comprometido com a arte deste Estado.

  3. Denise Araújo 27 de outubro de 2014 10:48

    Sérgio, quem não é artista pode comparecer na plenária?

    • Sergio Vilar 27 de outubro de 2014 10:58

      Pode sim, Denise. É aberta!

  4. Ariadna Medeiros 27 de outubro de 2014 13:38

    Precisa ser um ser da arte, que vive constantemente as dificuldades desse meio. Um cidadão que conhece todos os pontos de cultura e CONHECE a cultura como um todo.

  5. Moises de Lima 27 de outubro de 2014 13:14

    Rapaz, basta olhar pelo retrovisor do tempo. Acho que a resposta, meu amigo, está soprando por lá.

  6. Carlos Tourinho 27 de outubro de 2014 12:34

    Tem que ser um cidadão acima de qualquer suspeita.Que saiba administrar uma pasta sem dinheiro, que procure parceiros para melhorar a imagem da cultura do RN. Que comprove sua capacidade de acordos políticos entre prováveis patrocinadores, que recupere as casas de cultura que é um projeto maravilhoso, por tudo isso meu candidato é o Gilson Martins atual representante do MINC no nordeste. Estarei lá.

  7. Pedro Osmar Gomes Coutinho 27 de outubro de 2014 11:43

    Há algum nome que transite entre a cultura popular e a cultura erudita? Entre as artes em geral, com as populações dos bairros? Que tenha paciencia e discernimento para ouvir o clamor das ruas e que seja capaz de sintetizar os anseios e necessidades de todos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo